IMPOSTO DE RENDA 2021

Para agilizar a declaração de Imposto de Renda, é importante que o contribuinte tenha em mãos uma série de documentos. Antecipar a entrega certamente é uma dica valiosa.

Para agilizar a declaração de Imposto de Renda, é importante que o contribuinte tenha em mãos uma série de documentos.

O prazo para entrega da declaração do IR deste ano vai de 01 de março até 30 de abril, mas quem envia com antecedência tem sempre prioridade na restituição do Imposto de Renda.

A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo será correspondente a 20% do imposto devido. É importante guardar todos os documentos que utilizar e também aqueles gerados a partir do IR por um prazo de 5 anos, afinal estes documentos são a comprovação de todas as informações passadas para a RFB.

Documentos Necessários:

Aqueles que estiverem obrigados a entregar a declaração devem buscar os seguintes informes de rendimentos, de acordo com os seguintes grupos:

I – Empregado: Informe de Rendimentos com salário, 13º salário e retenções de INSS e Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), além de prêmios, indenizações e outras remunerações.

II – Empresário: Informe de Rendimentos com o pró-labore e a distribuição de lucro.

III – Cooperado: Informe de Rendimentos com a produção e as retenções de INSS e de IRRF.

IV – Aposentados e pensionistas (INSS e entidades privadas): Informe de Rendimentos com aposentadorias, pensões e benefícios.

Até o dia 26 de fevereiro, esses documentos serão enviados aos cidadãos ou estarão disponíveis nos sites das empresas. Demais documentos necessários:

Comprovante de Renda

  • Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores.
  • Informes de rendimentos de salários, pró-labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensões e etc.
  • Informes de rendimentos de aluguéis recebidos de pessoas jurídicas.
  • Informações e documentos de outras rendas recebidas tais como rendimento de pensão alimentícia, doações, heranças e etc.

Bens e direitos

Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos, tais como: Matrícula e Escritura Pública, como também Notas fiscais e contratos de compra e venda.

Dívidas e ônus

  • Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período.
  • No caso de imóveis financiados, o banco (agente financeiro) fornece um informe de rendimentos com o total das prestações pagas no ano anterior e o montante do saldo devedor.

Renda variável

  • Ações e Criptomoedas
  • Posição em custódia em 31/12 pelo custo de aquisição
  • Apuração mensal do resultado
  • DARF do imposto pago

Demais despesas

  • Pagamentos e doações efetuados.
  • Informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com o CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente).
  • Despesas médicas e odontológicas em geral
  • Informe anual de pagamentos das instituições de ensino

Informações gerais

  • Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja.
  • Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e datas de nascimento.
  • Endereço atualizado.
  • Estado Civil
  • Cópia da última Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física com Recibo de Entrega (caso nunca tenha sido entregue pela ERS)

Mais informações, entre em contato com nossos especialistas e tire suas dúvidas.